A prática homossexual agora é correta?

A Lei da homofobia cria privilégios para um pequeno grupo em detrimento da grande maioria.

O projeto de lei da homofobia, teve origem na Câmara dos Deputados, de autoria da deputada Iara Bernardes (PT/SP).
Foi aprovado numa quinta-feira, 23 de novembro de 2006, em regime de urgência, com poucos parlamentares na Casa (por que será?) e enviado ao Senado, onde tomou o nº 122/2006.

Ora, tamanha incoerência…
As leis são para todos, e não para uma minoria.

Tal [incoerente] projeto altera a legislação vigente sobre discriminação, pretendendo classificar como crime, entre outros: a discriminação de gênero, orientação sexual e identidade de gênero.

Uma patroa não poderá dispensar os serviços de uma babá lésbica, nem um empregador demitir um empregado homossexual sob penas de lei.
Se em um restaurante alguém almoçando com sua família se sentir constrangido diante de um casal homossexual se beijando ou trocando carícias, reclamar ou abandonar o restaurante por esse fato, poderá ser acusado por crime de discriminação. (rs)

Mas o pior não é isso.

Se um Padre, ou um Pastor protestante pregar em sua igreja contra o homossexualismo, mesmo citando a Bíblia, poderá ser acusado de crime de discriminação (rs)

Bem, pelo menos eu fico tranquilo pelo fato de que a liberdade religiosa é um direito adquirido. E não pode, e nem será desrespeitado. Muito menos por uma minoria. Afinal, é constituicional! Do contrário, estariam aprovando um projeto de lei que torna lícito um crime contra a liberdade religiosa!

Por isso, continuarei condenando a prática homossexual.
Os filhos continuarão crescendo, dentro dos bons princípios morais, com a consciência de que a homossexualidade é anormal.

Assim como esse projeto é anormal.
Ora, um homossexual do sexo masculino já possui seus direitos como HOMEM
Da mesma forma, um homossexual do sexo feminino possui seus direitos como MULHER.
Sejamos coerentes!
Não existe gênero diferente de masculino ou feminino. Todo ser humano que está sobre a face da Terra, ou é do sexo masculino, ou é do sexo feminino. Não há o que inventar!

Aprovar tal projeto, é criar uma lei subjetiva, como muitas que existem!
Qualquer um vai querer se beneficiar disso alegando ter sido demitido, discriminado, expulso ou rejeitado por motivo de homofobia. Quem irá provar o contrário???

O homossexualismo é uma ameaça à humanidade!
Imagina se todas as pessoas fossem homossexuais! A humanidade estaria com os dias contados.
Vejo que existe a urgente necessidade de a Igreja se impor e defender a vida humana, a sociedade.
Semelhante à época da Inquisição, onde os cátaros eram contra a procriação. Além de defender outras idéias heréticas.
Houve a necessidade de um trartamento rígidos com relação ao absurdo ideológico dos cátaros.
Que haja uma rigidez maior com relação aos absurdos ideológicos do homossexualismo!

Concluo dizendo que não me oponho ao indivíduo homossexual. Mas sim ao homossexualismo.
O indivíduo homossexual é, por excelência, filho de Deus, criado à sua imagem e semelhança, assim como eu. Merece respeito como ser humano que é.
Mas é muito diferente criar privilégios para esse grupo em detrimento da grande maioria da sociedade constituída de cristãos que defendem o direito natural e os valores morais e éticos já estabelecidos.

O amor de Deus por esta pessoa, equiparado ao amor que Ele sente por mim, me dá o discernimento de que Deus odeia o pecado, mas ama o pecador.
Não posso e não devo condenar um indivíduo que sofre pelo pecado do homossexualismo, mas posso e devo condenar a prática homossexual que não é aceitável aos olhos de Deus.

Anúncios

Uma resposta

  1. Se a Igreja Católica se opõe ao que a mídia intitula de “modernismo” logo é rudemente atacada de conservadora, retrógrada, atrasada, alienante. Sofre também uma campanha avassaladora de telejornais, programas de debates e, principalmente, telenovelas, que vendem a idéia de que ser homossexual, adúltero é ter atitude. Famílias desestruturadas também é sinal de que todos os membros desta família têm opiniões formadas. E só a Igreja Católica, ainda que timidamente, se posiciona contra esta onda “modernista”. Onde estão as outras igrejas?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: