O processo de canonização

O processo recebe aprovação de peritos médicos e depois dos peritos teólogos.
Após ser aprovado também na Congregação dos Padres Cardeais e Bispos, é  então feita a petição ao Papa, para que ele dê à causa o Decreto sobre o Milagre, o que abre as portas para a canonização.

As cerimônias de canonização costumam ser em Roma, pois elas sempre são celebradas pelo Papa.
Mas no caso de Frei Galvão, por exemplo, a cerimônia acontecerá aqui no Brasil por ocasião da visita do Papa para a abertura da V CELAM.

Pois bem, após  ter recebido do papa o Decreto do Milagre válido para a canonização, o beato já tem todos os requisitos necessários para ser canonizado, mas isso não quer dizer que o será. Essa é uma decisão a ser tomada pelo Papa unicamente, e ele não é obrigado a fazê-lo.

Antes de tomar a sua decisão, ele ouve o parecer sobretudo dos cardeais e bispos.
São realizados três consistórios consecutivos.
– O primeiro é um Consistório Secreto, do qual participam os cardeais residentes em Roma. Tendo os documentos sobre a vida do Beato e as atas da causa, respondem ao Papa o que pensam da canonização: “Placet” ou “Non Placet” (aprovam ou não aprovam).
– O segundo é um Consistório Público, solene, do qual participam também os bispos que se encontram em Roma e os embaixadores das nações católicas junto à Santa Sé. Após uma exposição sobre a vida e os milagres do Beato, é pedida a sua canonização ao Papa. Pede-se a todos que implorem as luzes divinas com jejuns e orações, antes que os Cardeais e bispos manifestem o seu parecer. O Papa se dirige aos Cardeais do mundo inteiro, pedindo que dêem o seu parecer sobre a canonização dos  novos santos. Os cardeais respondem escrevendo ao Papa. Assim é marcado o terceiro consistório.
– O terceiro consistório é semi-público, do qual participam, além dos Cardeais e Bispos residentes em Roma, os Abades Nullius. Também estão presentes outros convidados, como por exemplo, os postuladores das causas de canonização que estão sendo examinadas. Nesse consistório o Papa dará a sua declaração oficial, e já será marcada a data da cerimônia de canonização.

Os milagres são fundamentais em uma causa de canonização, pois podem ser comprovados cientificamente, dando segurança de uma graça obtida por intercessão daquele santo, provando que ele está no céu, junto de Deus, intercedendo por nós.

Todos os testemunhos são importantes, pois as graças recebidas são um dom de Deus. Todo dom de Deus tem um valor  inestimável. Diante do amor de Deus, tem igual valor ressuscitar um morto e  ser curado de um resfriado. Um gesto de amor é sempre um gesto de amor. Muitas vezes podemos ler um relato aparentemente sem muita importância, mas que teve um imenso significado na vida da pessoa que o está testemunhando. Pode ter sido um momento marcante de sua existência, um verdadeiro encontro com Deus.

Porém, alguns desses relatos, tocam de forma especial. Não porque são graças de “valor maior”, mas porque aconteceram de tal modo, que ficou evidente que era um milagre, e não há outra explicação, seja científica ou teológica.

Muitas são as graças obtidas por intermédio de frei Galvão em todo o Brasil e até mesmo no exterior. Dentre tantas, essas que levaram à sua canonização tiveram características tais que permitiram a aprovação como milagre. Havia abundância de testemunhos altamente qualificados e muitos exames clínicos comprobatórios sobre essas graças recebidas, condições indispensáveis para a aprovação.
Infelizmente muitas graças se perdem na hora de poder comprovar o milagre, não porque não são grandes graças, mas porque faltam exames clínicos para se saber exatamente todo o ocorrido. Se existem dúvidas, por menores que sejam, o caso é descartado pelos médicos da Santa Sé, em Roma, e deve-se procurar uma nova graça para exame.

§828 Ao canonizar certos fiéis, isto é, ao proclamar solene que esses fiéis praticaram heroicamente as virtudes e viveram na fidelidade à graça de Deus, a Igreja reconhece o poder do Espírito de santidade que está em si e sustenta a esperança dos fiéis, propondo-os como modelos e intercessores. “Os santos e as santas sempre foram fonte e origem de renovação nas circunstâncias mais difíceis da história da Igreja.” Com efeito, “a santidade é a fonte secreta e a medida infalível de sua atividade apostólica e de seu elã missionário”.

§1477 “Pertence, além disso, a esse tesouro o valor verdadeiramente imenso, incomensurável e sempre novo que têm junto a Deus as preces e as boas obras da Bem-aventurada Virgem Maria e de todos os santos que, seguindo as pegadas de Cristo Senhor, por sua graça se santificaram e totalmente acabaram a obra que o Pai lhes confiara, de sorte que, operando a própria salvação, também contribuíram para a salvação de seus irmãos na unidade do corpo místico.”

“A canonização formal, ou canonização propriamente dita, é aquela que encerra um processo regularmente aberto e conduzido com todo o rigor de um procedimento judicial severíssimo, de modo a constatar juridicamente a heroicidade das virtudes praticadas por um Servo de Deus, bem como a veracidade dos milagres com que o Deus a manifestou. Esta sentença definitiva, oficialmente notificada urbi et orbi, é pronunciada pelo Sumo Pontifícice na plenitude de seu poder apostólico, e em meio a cerimônias solenes que lhe ressaltam a importância.

A canonização eqüipolente é uma sentença pela qual o Sumo Pontífice ordena honrar como santo, na Igreja Universal, um Servo de Deus para o qual não se introduziu um processo regular, mas que, desde um tempo imemorial, se acha na posse de um culto público.” (ORTOLAN, T., “Canonization”, in Dictionnaire de Théologie Catholique, Paris: Letouzey et Ané, 1923, tomo II, parte 2ª, col. 1636)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: