Ex-ministra que introduziu aborto na França muda de opinião

A ex-ministra francesa da Saúde Simone Veil, que introduziu a lei de despenalização do crime do aborto em 1975, reconhece que a ciência está demonstrando a existência de vida desde a concepção.

 “Cada vez mais é evidente cientificamente que, desde a concepção, se trata de um ser vivo“, afirma a primeira ministra que presidiu o Parlamento Europeu de Estrasburgo entre 1979 e 1982.

Seus comentários aconteceram no contexto da reportagem difundida pelo canal de televisão “France 2” em 14 de junho.

A reportagem constata que na França começa a ser difícil encontrar médicos dispostos a praticar o aborto por causa de objeção de consciência. “Não se pode obrigar a pessoa a ir contra suas convicções“.

 Ou seja, tanto a mudança de opinião da ex-minitra que introduziu o aborto na França, como a reação de muitos médicos franceses que recusam praticar o aborto, assim como os dados divulgados pelo Elliot Institute comentados em outro artigo deste blog demonstram o quanto a legalização do crime do aborto é de todo imoral, incoerente, desnecessária e perigosa.

Pessoas inteligentes dão atenção a estes fatos.

Seja inteligente, diga: Aborto, jamais!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: