Por que alteraram os 10 mandamentos?

Os mandamentos divinos aparecem em diversos trechos da Bíblia, por exemplo: Ex 20 e Dt 5.
Repare que os textos originais não indicam onde começa e termina cada mandamento. A ordem dos mandamentos utilizada pela Igreja Católica é a mesma definida por Santo Agostinho já no século IV.

Após séculos e séculos de utilização deste formato, então, apenas 1200 anos após isso, surge o movimento protestante e passa a utilizar “Não farás escultura nem imagem alguma…” como segundo mandamento somente com o intuito de maliciosamente atacar o uso de imagens no culto, pois a negativa sobre adorar outros deuses já estava subentendida no fato de que devemos amar a Deus sobre todas as coisas:

Deus pronunciou todas estas palavras: ‘Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirou do Egito, da casa da escravidão. Não terás outros deuses além de mim. Não farás para ti imagem esculpida, nem figura alguma do que existe em cima nos céus, ou embaixo na terra, ou nas águas debaixo da terra. Não te prostrarás diante dos ídolos, nem lhes prestarás culto, pois eu sou o SENHOR teu Deus, um Deus ciumento.” (Ex 20, 2-5)

É claro, simples e evidente que o sentido de toda esta afirmação é somente um: “Amar a Deus sobre todas as coisas”. Qualquer estudo sério do pentateuco nos faz entender que os israelitas estão saindo do Egito, onde viviam há quatrocentos anos em uma cultura que atribuía às imagens as qualidade e o poder dos deuses que representavam. Ou seja, a proibição de imagens era muito útil naquele contexto para que eles pudessem “Amar a Deus sobre todas as coisas”. “Todas as coisas” já inclui imagens de deuses. Então, separar a adoração a ídolos através de imagens esculpidas em outro mandamento é desnecessário, pois além de redundante, também cria uma mandamento desatualizado, pois em nossa cultura vemos muitas outros fatores que interferem no amor que o homem deve ter a Deus sobre todas as coisas: poder, fama, dinheiro, sexo, drogas etc.

Repare no que Deus diz: 1) “eu sou o Senhor teu Deus que te tirou do Egito”, 2) “Não terás outros deuses além de mim”, 3) “Não farás para ti imagem esculpida” e 4) “Não te prostarás diante de ídolos, nem lhes prestarás culto”. Com a lição aprendida pelos israelitas, vemos que Deus nos manda amá-lo antes de tudo.

Uma vez entendido que a mensagem é sempre a mesma “Amar a Deus sobre todas as coisas”, resta afirmar que o mandamento não afirma que todas as imagens são malignas, muito menos proíbe os fiéis em utilizá-las de maneira apropriada. Comprovamos isso estudando a construção do tabernáculo de Israel, quando Deus ordena a confecção de dois querubins de ouro:

“Para as duas extremidades do propiciatório fez dois querubins de ouro, de ouro polido, um querubim na extremidade de um lado e outro querubim na extremidade do outro lado. Os querubins tinham as asas estendidas por cima e encobriam com elas o propiciatório; estavam um diante do outro, voltados para o propiciatório” (Ex 37,7-9).”

Em outro trecho, podemos ver que esculturas de anjos foram construídas para decorar o templo. O que jamais teria ocorrido se a proibição divina incluísse imagens de qualquer natureza:

“No Santo dos Santos mandou erigir dois querubins esculpidos, revestidos de ouro. A extensão total das asas dos querubins era de dez metros. Uma asa do primeiro querubim, de dois metros e meio, tocava a parede da sala, e a outra asa, de dois metros e meio, tocava a asa do outro querubim. Do mesmo modo, uma asa do segundo querubim, de dois metros e meio, tocava a parede da sala, e a outra asa, de dois metros e meio, tocava a asa do outro querubim. As asas estendidas daqueles querubins mediam, pois, dez metros. Eles estavam de pé com os rostos voltados para o templo. Mandou fazer a cortina de púrpura roxa e vermelha, de carmesim e de linho fino e adorná-la com figuras de querubins” (2Cr 3,10-14)

Também havia uma enorme variedade de imagens no Templo de Salomão e nos diversos templos onde foi adorado o Deus de Israel. No caso de salomão, Deus não havia lhe dado a ordem de confeccionar imagens para o templo. Mesmo assim, estas imagens não lhe foram ofensivas. Em outra situação, Deus ordena expressamente que se confeccione uma imagem de uma serpente, através da qual muitas pessoas seriam curadas. O Novo Testamento, inclusive, traça um paralelo com a salvação através de Cristo: “Como Moisés levantou a serpente no deserto, assim também será levantado o Filho do Homem, a fim de que todo o que nele crer tenha vida eterna” (Jo 3,14-15)

É nítido o fato de que o problema não é o uso de imagens, mas a adoração de falsos deuses. Seja no caso dos israelitas através de imagens, seja no caso do homem contemporâneo através de drogas, jogos, sexo, poder, fama etc.

Percebe-se que a criação deste mandamento por parte dos protestantes apresenta-se completamente ilógica.
Para que a lista não terminasse com onze mandamentos, os protestantes, então, juntaram os dois últimos mandamentos em um só incluindo a mulher entre propriedades e pertences. Esta alteração é grave porque rebaixa a dignidade da mulher, do matrimônio e da monogamia, que prevalescem no Novo Testamento.

Por que modificar uma convenção utilizada há quase dois mil anos? Ao que me pareceu, dois motivos:

– no caso do segundo mandamento que criaram: incentivar as pessoas a se colocarem contra a Igreja. Algo que acontece até os dias de hoje, pois vejo muitas igrejolas neopentecostais se preocuparem mais em criticar a Igreja do que divulgar a mensagem cristã;
– no caso da conjunção de mulher e pertences: defender os próprios interesses, por exemplo, o de desconsiderar a determinação do vínculo eterno do matrimônio.

Esteja atento ao lobo na pele de cordeiro!

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: