Deus em questão – Sigmund Freud e C. S. Lewis

Anúncios

Qual a diferença entre uma semente de melancia, uma semente de mamão e um embrião humano?

Para alguns a diferença é óbvia, mas, por incrível que pareça, há quem se confunda…

Uma semente de melancia, caso devidamente cultivada, originará um pé de melancia. Uma semente de mamão, quando germinar se tornará um pé de mamão. Isso é verdade tanto quanto uma semente de melancia jamais se tornará um pé de mamão e uma semente de mamão jamais se tornará um pé de melancia.

É uma constatação óbvia, mas há quem se confunda…

E o que é necessário para a semente germinar? Por exemplo, no caso da melancia, um mínimo de cuidado, a começar pelo cultivo do solo. Uma semente que não encontrar o mínimo necessário, não chegará a ser um pé de melancia, mas independente disso, a sua essência é ser melancia. Assim também acontece com a semente de mamão: sua essência é ser mamão independente das condições de plantio; independente de ela vir a se tornar um pé de mamão.

Mas e o embrião humano?

Analogamente, podemos afirmar que o embrião humano possui a essência de ser humano. Da mesma forma que uma pessoa necessita basicamente de tempo, oxigênio e nutrição para crescer e sobreviver, assim também ocorre com o embrião humano.
Creio que até aqui todos concordariam comigo, mas curiosamente existe quem acredite que o embrião humano não é gente. Por isso existe gente que se confunde… Então, se eu não lhe retirar o tempo (não o matando), não lhe retirar o oxigênio e não lhe retirar a nutrição, ele vai crescer e se tornar o quê? Uma melancia ou um mamão?

Parece óbvio, mas ainda tem gente que se confunde…

Contraceptivo natural: segurança e saúde caminham juntas

Você é casado(a)?
Deseja viver em grande harmonia e felicidade?
Deseja prorrogar a gravidez com segurança e saúde, conhecendo cada vez mais o seu organismo?
Deseja fazê-lo sem as contra indicações, encontradas nos contraceptivos artificiais, dentre elas o aborto?

Se sua resposta é SIM, permita-me fazer outra pergunta: por que ainda não começou?

O organismo feminino já está preparado para isto.
Aprendemos na escola que a mulher possui períodos férteis e não férteis no seu ciclo de ovulação/menstruação. Não se lembra? Faltou esta aula?
Não se preocupe, é bem simples. E existe muito conteúdo na web.

Falo especificamente do método de ovulação Billings (MOB).
Descoberto no século passado, o MOB ensina o casal a identificar os sinais de fertilidade do corpo feminino.
Então, um casal que deseja prorrogar a gravidez, evitará manter relações sexuais nos dias férteis.
Aí entra outro ponto positivo do método. Ele também é indicado para casais com dificuldade de engravidar. Recomenda-se a estes casais que procurem manter relacões sexuais preferencialmente nos dias férteis.

O mundo moderno está cada vez mais carente de harmonia, principalmente entre os casais, pois a raíz de todos os males está na ausência de uma política familiar fundamentada em valores morais e éticos.
Além disso, vivemos a realidade de diversas doenças espalhando-se pelo mundo. Nunca tivemos tanto medo de pegar uma gripe…

Então, se você possui uma ferramenta pronta para lhe ajudar a colher os benefícios de uma vida harmônica com seu cônjuge, sem a possibilidade de contaminação de doenças, qual seria o motivo lógico que não lhe faria recorrer a este método?

Fica a dica.
Eu recomendo fortemente!

CARTA AO JORNAL O GLOBO

À REDAÇÃO DO JORNAL “O GLOBO” – CADERNO “OPINIÃO”
A/C DOS ILUSTRES JORNALISTAS ZUENIR VENTURA E PAULO GUEDES

Helena de Farias Barreto de Macedo, esposa do leitor e assinante do jornal “O GLOBO” José Afonso Barreto de Macedo, há mais de quarenta anos, solicito o obséquio de encaminharem cópia desta carta aos Jornalistas Zuenir Ventura, e Paulo Guedes.

Desde já agradeço e coloco-me à disposição da Redação e dos Jornalistas, para eventuais esclarecimentos.

Ilustres Jornalistas.

Leio sempre os artigos desta coluna “Opinião” e admiro o conteúdo político que ela sempre contém, principalmente quando denuncia injustiças e corrupção no governo. A Democracia nos beneficia com esta prerrogativa de falarmos o que queremos e o que achamos. Só lamento que a Igreja não possa usar desta prerrogativa, mesmo quando fala apenas para os “CATÓLICOS”. Continue lendo

Caso da menina de Alagoinha – o lado que a imprensa NÃO divulgou

O texto que segue foi retirado do blog de Padre Edson Rodrigues, Pároco de Alagoinha, que acompanhou de perto o caso, desde o princípio.
Mas, por algum motivo que nos é oculto (?), a imparcial imprensa não divulgou a seguinte situação: Continue lendo

O perigo do abandono às confissões religiosas

O governo e parte da sociedade falham gravemente por sua falta de compreensão da religião. Os constantes debates referentes a diversos pontos moralmente inaceitáveis que são levantados por grupos minoritários, por sua vez de interesses particulares, são unicamente apoiados pela falta de senso religioso da sociedade laica.
Continue lendo

O egoísmo

Sem dúvida alguma, a principal causa de o mundo encontrar-se na situação atual se resume a uma palavra: egoísmo.
Jamais a natureza foi tão explorada para enriquecimento pessoal, jamais houve tantas guerras religiosas e crises políticas entre países e entre compatriotas.

Sinto-me muito incomodado com este egoísmo que visa o bem estar individual sem escrúpulos a querer fazer prevalecer-se sobre um bem comum da sociedade como um todo, ou simplesmente de um outro indivíduo.

Por estes motivos, sou extritamente contra o pensamento egoísta de pessoas que valorizam a vida de seus entes queridos em detrimento da vida de outras pessoas.

Pensamento este que pode pertencer, ao mesmo tempo, a uma pessoa que defende a pena de morte: “você não é a favor da pena de morte porque não teve um parente assassinado“, ou a uma pessoa que defende o aborto “você não é a favor do aborto porque não tem um parente que engravidou ‘sem intenção’“.

Mas desta vez a semelhança é coincidência, pois eu estou me referindo à pesquisa de células-tronco embrionárias, pois tive a minha posição questionada ao escutar a suposição: “você não é a favor porque não possui um parente que necessita desta pesquisa para ser curado“.

A esta pessoa devo dizer que sou contra porque a pesquisa com células-tronco embrionárias fere a dignidade humana em última instância, através de um critério de seleção altamente imoral e anti-ético. E, justamente por não ser egoísta, como ser humano consigo me sentir ofendido com tratamento descartado a um ser, VIVO e HUMANO. Tratamento covarde disfarçado sob um argumento que, por ser nobre, torna-o contraditório.

Ora… Este embrião poderia ser um parente querido de alguém.
Daí o questionamento volta para o rementente: “Mentalize o seu parente querido e responda: você o congelaria para que ficasse à disposição do descarte por cientistas?”

E acabamos por relativizar a questão. Este é o erro.
A vida não é relativa, é absoluta!

Destruição de vida humana não pode ser considerada avanço da ciência!
Este seria mais um valor, o principal valor, perdido pela sociedade.

Evolução da ciência é a experiência comandada por um cientista brasileiro, que conseguiu que os passos de um robô fossem comandados pelo cérebro de uma macaca, estando ambos a 11.000km de distância entre si.
A experiência  foi liderada por Miguel Nicolelis, uma das maiores referências em neurociência do mundo.

A descoberta deve possibilitar o tratamento de pessoas que tiveram lesão de medula, perderam o movimento das pernas e não podem andar.
O primeiro teste deve ser feito com um paciente brasileiro. “O primeiro experimento clínico eu espero que seja feito no Hospital Sírio Libanês, em São Paulo, no Brasil, porque o meu sonho é que o primeiro ser humano a se beneficiar dessa tecnologia, dessa descoberta, seja um brasileiro. Em dois, três anos eu espero que um brasileiro volte a andar e consiga de novo ter a alegria de poder explorar o mundo e se restabelecer plenamente como ser humano”, comenta o neurocientista.

Tenhamos o orgulho da evolução humana ao utilizar a inteligência para o bem comum de TODA a sociedade.

Isto sim pode ser considerado evolução, além de estar dentro dos padrões éticos e morais.

Sejamos coerentes…

Que o Deus todo-poderoso tenha misericórdia de nós, perdoe os nossos pecados e nos conduza à vida eterna!